outubro 14, 2011

Será que sei?

Não é que eu não queria mais
Eu quero, quero sim, e muito.
Mas não será da mesma forma

Aprendi, as pessoas vão
elas sempre se vão
Sei que quero ficar.

Isso não me deixará menos compreensiva
Menos carinhosa, menos sincera, nem menos atenciosa
E sou assim, e eu amo o que sou.

Eu sou muito para você
muito pouco para você
Não importa,
você vai embora.

Eu faço o agora,
eu vejo o agora
Mas você vai embora
Eu não me importo mais

Acho que me acostumei
Pelo visto agora eu sei
Amar crianças não quer dizer que eu queira fazer uma
Acho que aprendi a amar

Nenhum comentário:

Postar um comentário