outubro 03, 2011

Suspiros


Eu conheci
com minhas mãos
O seu corpo
tão bonito
Foi muito bom
e esquisito
Sensação parecida,
nunca houve
O meu corpo
suspirava
Enquanto o seu me cobria
O calor
que ali fazia
Eu não pensava,
só sentia.

Um comentário:

  1. Parabéns Brenda, o teu blog está ótimo e bem sugestivo. Como sou amante da poesia, sorvi as tuas como se fosse um bom e inebriante vinho. Continue assim, pois assim tu fazes a diferença. Um forte abraço para ti. Muito sucesso mesmo!
    Beijos

    Carlos Costa

    ResponderExcluir