novembro 03, 2011

Via Láctea

Toque-me
com suas mãos
Abrace-me
me segure
Eu me sinto solta no ar

Sinto-me
solta
no espaço
um marasmo
sem fim
Alguém
me tire
daqui?


Mas não
não me coloque
em grades.
Não me coloque
em regras.
Não quero mais isso
Não quero me importar

O clima é bom,
é frio.
Gosto do frio.
Mas me sinto bem
Deslizo pelo ar
Vezes da medo
não ter no que segurar

O problema
é o marasmo.
Mas já vai
indo embora
Já estou
aprendendo a andar
solta pelo ar

Um comentário: