dezembro 22, 2011

Devaneio


Será que ele vai trazer flores?
Será que irá me dizer coisas bonitas?
Será que vai curar minhas dores?
Amar é um atentado a si.

O que ele faz ali?
O que ele faz agora?
Está pensando em mim?
Amar é abrir mão de si.

Será que o que ele disse foi mesmo verdade?
Será que ele sente saudade?
Amar é coisa de quem é incapaz de ser autor de sua própria felicidade.

Os pais dele não vão gostar de mim.
Os amigos dele não vão gostar de mim.
Não sou boa o suficiente.
Era para ele me fazer feliz.


E ele se vai agora
Sem motivos para ir embora
Como se ela fosse um copo descartável
Feito para ser usado.

E o nosso casamento?
E os nossos filhos?
Você disse que éramos amigos
Amigos não vão embora.

A decadência disfarçada em rosas
A decadência como desejo
Quem é que gosta disso?
Erga-te menina, você merece mais que isso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário