julho 20, 2012


Eu sinto, mesmo, falta
Dessa maçã doce que é teu corpo
Dessa pera macia que são teus lábios
A verdade poética produzida por sua língua
O desejo ousado em seus olhos
Cada parte do seu corpo tem um sabor, em fim
Lance-me contra essa música
Tire a razão de mim
Conduza-me a nesta dança
Sua coragem que me prende em ti
Quero o balsamo do teu corpo
Contaminar os meus sonhos assim

Nenhum comentário:

Postar um comentário