julho 09, 2014

Da Morbidez

Lá fora a chuva
E Guns, no play
Assim gostaria
de lembrar de você

Dos dias frios
que em ti me esquentei
Das garrafas vazias
que juntos mergulhamos, afundamos

O que você fez
O problema, talvez
seja o que não-fez

Das tardes lentas
que com força lutei
Lutei contra o tédio
imaginando te ver

das horas infinitas
que rolaram sem eu ver
investidas em ligações
falando sem por que

antes de tocar
eu sentia vibrar
seu nome na tela
meu coração a palpitar

teu corpo sedento
já me fazia gemer
não precisava de toques
bastava te ver

menino, é certo
que muito te amei
hoje nojo eu sinto
- o que você fez?

Espero que entenda
um dia talvez
um amor assim
não dura em aridez

No frio de novembro
que me entreguei
No calor de janeiro,
do sonho que virou pesadelo,
eu me libertei.

Nenhum comentário:

Postar um comentário