dezembro 23, 2015

tu que sumistes 
de novo

tu que provocas
de novo

e eu me perco
de novo

sem compreender
de novo

seu coração é oco
seu amor é pouco
seu penteado é torto
até a próxima vez.

Nenhum comentário:

Postar um comentário